sexta-feira, 21 de maio de 2010

OS STEAMERS - "SERÁ ASSIM ATÉ MORRER" (1970)




Vendo bem o actual panorama português, nunca uma letra de uma musica esteve tão actual...
Este tema está no unico disco editado pelos STEAMERS em 1970 na editora RR.
Este tema, com uma letra de recorte social, é acompanhado por uma musica com um som bastante psicadélico. Os efeitos, apesar de primitivos estão muito bons, o som do orgão faz lembrar os Pink Floyd do início. Esta musica, para mim, é a melhor que está no disco. Tenho pena que não tenham gravado mais nenhum...

64 comentários:

Victor disse...

Ah! ganda Fantomas, tás vivo, meu amigo...giro...este video...tenho saudades tuas...agora com o fb, andamos todos por lá...se tiveres fb, adicona-me....garnde abraço
Victor

Conceição disse...

Estamos vivos e recomendamo-nos!
MCPMC & VMCQ

Victor disse...

Já tás em Portugal?????????

Victor disse...

já tenho o teu fb...agora é que vai ser falar
abraço
Victor

Anónimo disse...

boa merda! do piorio!

Anónimo disse...

K pimbalhada!

Cara pálida.

Victor disse...

Pois é anónimos foleiros
Vocês são duas nódoas,que não passam de anónimos...

Anónimo disse...

Que bosta! Fujam...

Fantomas disse...

Realmente... Os caros "anónimos" preferem ouvir coisas mais "eruditas", "avant garde". É pena que nao passem de uns cobardes que se escondem no anonimato.

Victor disse...

Olá Fantomas

Tás porreiro?
Epá, estes anónimos, até parece que são enviados de alguém!!!!!

Grande abraço mau amigo

bissaide disse...

Esta é também a minha música preferida do disco, tanto ao nível da letra como dos arranjos musicais. Victor, quem é que teve a ideia daquele som que parece uma moeda a girar (e que me lembra os Kaleidoscope ingleses, banda que não sei se ouviriam na altura)? Abraço grande

Anónimo disse...

este bissaide é um delírio! só esterco!

Anónimo disse...

OS ANÓNIMOS - SOU UM DELES MAS SÓ FALO PORMIM - SOMOS ENVIADO DO ALÉM!

emilia disse...

Tirem-me isto daqui! Já vomito os Steamers!

Emília

Armindo disse...

Tenho que concordar. Estes Steamers eram mesmo fracos.

emilia disse...

Por isso não foram a lado algum e ninguém os conhece. Lixo da música portuguesa.

Emília

O Fantasma da Ópera disse...

Olá Bissaide
A ideia, foi nossa e do técnico de som, aquele que já faleceu.
Do s Kaleidoscope, náo me lembro.

Grande abraço.

O Fantasma da Ópera disse...

Quanto aos anónimos, são uns anormais, que não sabem do que falam.

Victor

O Fantasma da Ópera disse...

Emilia
Você, tem uma cultura de telejornal????
Sabe lá o que diz, vomita? então tem que ir ao médico. E olhe, fomos a muitos lados, que você, nem sequer, lhe passa nem nunca passará pela cabeça. Você, deve ser uma pessoa com caldo de verde na cabeça e completamente, fora da realidade.
Sabe onde fica o Hospital Julio de Matos????? se não sabe, procure e marque uma consulta.

Victor

O Fantasma da Ópera disse...

Armindo
Nós não precisamos das suas opiniões, era bom, que não voltase aqui. Nós não o queremos por cá.
siga a sua vidinha e não venha com essas tretas. Você, ser um sujeito, que vai por arrasto, como na pesca. E já agora. Pesca alguma coisa disto???????? Claro que não....

O Fantasma da Ópera disse...

E, para vossa informação
Esta musica, foi considerada na categoria de efeitos de estúdio, pela revista Inglesa SHINDIG, que visa a musica internacional, a melhor musica , naquela categoria, tambem por uma revista Americana, da especialidade, em 2007.
Tenho pena, de vocês, seus energumenos.

Victor

O Fantasma da Ópera disse...

Caro Bissaide
náo ligues a estas provocações de gente que não presta.


Victor

Armindo disse...

Única e simplesmente há pessoas que não sabem aceitar outras opiniões e se julgam donas da verdade e dos espaços. É pena!

O Fantasma da Ópera disse...

Olá Fantomas
Epá, n´~ao te parece, que estes anónimos, que andam por aqui, deveriam ser eliminados? (os comment´s)???

Abraço


Victor Queiróz

Moveis disse...

As pessoas não sabem o que dizem.

Moveis disse...

Pena é que todos vós, falem gratutamente e de facto não saberem aquilo que estão a dizer.
Sou grande admirador dos Steamers desde sempre e vi imensas actuações deles, ao vivo. Eram uma banda, aliás uma das melhores bandas na sua época. Esse disco que vocês falam, foi uma malhete na época.
Ao vivo, seu gênero andava pelo Soul e Blues. Todos eles, excelentes instrumentistas e vocalistas, pois, todos eles cantavam. E que vozes. Por favor, criticar é fácil, mas, com conhecimento de causa.

Moveis
Fã dos Steamers desde a 1ª. hora.

O Fantasma da Ópera disse...

Olá Moveis
já não o via por aqui há muito!!!!
Obrigado pelo apoio, mas realmente esta gente, não sabe do que fala.
Enfim, não sou dono de nada, Armindo, agora você falar por falar, é de facto revoltoso. Estude e aprenda, depois, comente.

Victor

Armindo disse...

Não percebo como o emitir de uma simples opinião (achar os Steamers fracos) (é isto falar por falar?) pode provocar tanto incómodo e fosse até revoltoso. Repare Sr “Fantasma da Ópera” na linguagem baixa que sistematicamente utilizou nos seus comentários … é degradante.
Pensei que este blog fosse um espaço aberto em que a diferença de opinião fosse bem aceite e até estimulada. Enganei-me. Dado que não estou interessado em alimentar polémica onde ela não existe, só existe má educação, retiro-me definitivamente de comentar neste blog que era o que o Sr Fantasma pretendia. Passe bem.

O Fantasma da Ópera disse...

Armindo
Quando emitimos uma opinião, temos que explicar o porquê. Você, limitou-se em concordar... Se explicase, com argumentos válidos, e com conhecimento de causa, concerteza, que consideraria o seu comment. Este blog, não é meu, mas o post, tem a ver com a minha integridade artística e aí, sim, serei intolerável. Degradante???? Má educação???
Pois, é o que você deve continuar a "concordar", sabe????
Quem não se sente, não é filho de boa gente e se não quiser alimentar esta polémica, (onde ela não existe), suas palavras, óptimo, passe bem e até nunca.

Nota:- Este blog, é e será um espaço aberto para todas as pessoas que não queiram, falar de chacha.

Desculpa Fantomas, mas 40 anos passados e os Steamers, continuam a ser objecto de críticas, de pessoas que nem sequer sabem, aliás, que não sabem, nada de nada, da matéria. Pessoalmente, não posso tolerar semelhante atrocidade, quando, eu próprio, estou envolvido.

Victor

Anónimo disse...

Mas, que grande discussão que para aqui vai.

Sou anónimo, mas, dos bons, não, como esses que por aqui andam.
Conheci os Steamers no seu auge e aquilo que vi e ouvi, sempre me agradou. Esta musica, é e será sempre uma musica actual e muita bem esgalhada.

O Sr. Armindo, concordou com a Sra. D. Emilia, que diz que vomita. Na minha opinião, a Sra., foi altamente mal educada. Quanto ao Sr., deveria, realmente explicar qual o motivo da sua 8concordância).

O Fantasma da Ópera disse...

Caro Anónimo,
estou plenamente de acordo consigo.
Quando se critica, teremos que explicar ás pessoas o (porquê).

Disse que conhecia os Steamers?
Não quero interferir no seu anonimato, mas, gostaria de saber quem é!!!! caso assim o queira.

Victor

bissaide disse...

Enfim, falar sem conhecimento de causa é mal nacional...

Fantomas disse...

Eu, em relaçao aos comentários não digo nada. Mas uma coisa que eu nao faço é eliminar comentários, apenas porque discordam disto ou de aquilo. Acho que todos temos direito a opnião, seja ela boa ou má.
Mas uma coisa é certa, eu gosto dos STEAMERS. O disco que fizeram foi uma pequena pérola na época. Com duas musicas MUITO BOAS, focando realidades sociais que afligiam o Portugal de então(e pelos vistos continuam bem actuais) e com uma sonoridade bem psicadélica.
Há quem goste... E há quem não gosta...

Fantomas disse...

A srªEmilia, nao sei quem é, mas gostava de saber os seus gostos musicais. Devem ser muito bons!!!!

Moveis disse...

Boa tarde Sr. Bissaide
Falar assim, é o mal dos Potugueses e mais, nós, falamos para não estarmos calados. Tenho estado afastado dos blog's, por ter estado fora do país, uns bons meses. O que continuo a verificar é que os anónimos degradantes, continuam por cá, atentando contra a integridade das pessoas. Já comentei uma vez num destes blog´s que tenho excelentes informações suas através do Victor e lamento que estes anónimos, continuem a atentar contra a sua oessoa.

Abraço, Sr. Bissaide. Por favor, seja superior a isso.

Moveis disse...

Como está o Sr. Fantomas?
Que bom vê-lo por aqui.
Na verdade, qualquer post que vise os Steamers, acaba sempre em discussão. O que quer dizer, do meu ponto de vista, que eles, continuam a ser um ponto de discórdia. Onde há Steamers, há comentadores. Qual a razão???
Pois, penso que suas letras e musicas, continuam a arrasar, e de que maneira. Pena é que eles não se juntem novamente. Já que alguns grupos daquela época o estão a fazer, seria uma pedrada no charco. O Victor bem quer, mas, parece que as negociações estão pelo difícil.

Grande abraço para o Sr.

Moveis

Anónimo disse...

como é possível gastar tanto latim com um esterco como os Steamers?

Até parece que tiveram uma carreira... digna desse nome!

Uma m* de um disquito foi tudo quanto conseguiram parir.

Renegados pelo público como estrume, rapidamente esquecidos...

Nem para as colectâneas se lembram deles...

Anónimo disse...

já agora... não são todos anónimos? Quem é o Victor? Quem é a Conceição? Quem é o/a Fantomas? Quem é o/a Bissaide? Quem é a Emília? Quem é o Armindo? Quem é O Fantasma da Ópera? Quem é o/a Móveis? Quem sou eu?

Não são todos anónimos? Ora vão-se f*.

João Videira Santos disse...

Gostar ou não, se o queremos manifestar, devemos fazê-lo duma forma explicita e construtiva.
Não podemos esquecer que esta gravação dos Steamers é duma época onde os requisitos técnicos não são os de hoje. Depois, a gravação que ouvimos deve ser uma "trasnsposição" e desta forma perde qualidade.
Assim, com honestidade, não podemos avaliar a canção no seu todo. Até porque o grupo era constituído por excelentes musicos. Musicos que no confronto com os de hoje os deixariam a grande distância, tal era o seu nivel como interpretes. Tudo era diferente, portanto, assuma-se o direito à critica, não menosprezando a época e a própria evolução do sistema de gravação e dos próprios instrumentos musicais. Quanto aos anónimos...são meros acéfalos rastejantes, sem identidade.

Anónimo disse...

Na década de 70 o Miguel Esteves Cardoso tinha uma classificação para as piores músicas que era de 1 bosta, 2 bostas, 3 bostas e um balde. "Será assim até morrer" ia directamente para o grupo do balde.

O Fantasma da Ópera disse...

Eu nem vou gastar o meu Latim, com esse esterco de anónimo.

O Fantasma da Ópera disse...

Olá JVS, por aqui?
Estes estercos de anónimos, não nos largam...os anónimos falam e a caravana passa.
Até concordo com um comentador:
onde há Steamers, há comentadores, onde há comentadores á discussão.
Pena é, não ser uma discussão construtiva.

Victor

Moveis disse...

Boa tarde

Estiva a ler os comentários e constatei que o Sr. Annónimo, continua malcriado.
Quanto ao seu 1º. comment, não concordo, o anónimo no meio disto tudo é o Sr., e mais não digo.

2º. comentário
O Miguel Esteves Cardoso, não tem conhecimentos musicais, pra ter feito tal disparate. Ele perce de livros, isso, sim, agora de musica, não tem créditos para tanto.
O Sr., deveria ser comedido, e educado, realmente o Sr. acaba por ser aquilo que afirma:
Um ESTERCO.

Grandes Steamers, adoro esta banda.

Moveis

Moveis disse...

Olá amigo Victor,
O seu novo nome é engraçado, uma graça.

Já fiz o meu comentário e esta gente, consegue abandalhar um post.
Força, todos nós, estamos consigo e com Os Steamers, eles foram os maiores. Esse sr. anónimo deve ter simpatias, ainda pelo tempo da outra senhora.
O vosso disquito, como ele diz, fez uma pequena mossa no regime Salazar/Caetano e isso é que interessa.

Grande abraço

Nota: que se passa com o sr. Stone????

Anónimo disse...

Boa! Já são 2 pró-Steamers, o próprio e o Móveis!

Força!

Tanta quanta a do disquito que derrubou o regime de Salazar/Caetano!

Anónimo disse...

Para que não fiquem dúvidas. Quem atribuiu um balde aos Steamers fui eu. Simplesmente utilizei uma classificação que era do Miguel Esteves Cardoso. De resto tomara muitos pseudo-conhecedores de música ter os gostos e cultura musicais do Miguel Esteves Cardoso.

Anónimo disse...

Caro anónimo
você, dá o dito pelo não dito.
Fala em balde,depois, diz que ná foio MEC, foi você. A sua cabeça deve andar nun virote.

Ainda há médicos por aí, que tratam as psicoses. Quer que lhe indiqu algum????
É que o meu irmáo tem essa especialidade, é psiquiatra, agora, resyta saber se tea dineiro para pagar,

Cuide.se e procure ajuda.

anónimo, dos bons

O Fantasma da Ópera disse...

Anónimo
o disquito, náo derrubou, o regime, ajudou, o que é uma pouco diferente.
E o MEC, pesca tanto de musica como você, o que quer dizer:
ZERO. Vocês, sabem lá o que isso é!!!!!
Pobres mentecaptos, vocês, são a vergonha ranhosa de um país. Atinem, caso contrário, estão lixados, pois correm o risco de uma grande depressão, ou até mesmo esquizofrenia crónica. Vão-se f*.

O Fantasma da Ópera disse...

Obrigado caro anónimo dos bons
pelo seu apoio.
Bem haja.


Victor

Anónimo disse...

Ah! Ah! Ah! Ah! O disquito ajudou ao derrube do fascismo? Deixa-me rir! Nem sequer era conhecido! Também esteve em Caxias ou no Largo do Carmo?

Presunção e água benta... que não me evitam o vómito!

antonio disse...

O que é divertido é o ar vaidoso, convencido, parolo e provinciano do Victor/Fantasma da Ópera.

Julga-se o suprasumo, mas ninguém sabe quem é!

Campainhas de portas, tocas?

A.

O Fantasma da Ópera disse...

Quanto ao anónimo, daqui não leva mais nada.
Pode bem, comentar para as paredes.
Não alimento discussões estúpidas e ignorantes.
FIM

O Fantasma da Ópera disse...

O que é divertido é o ar
estúpido, ignorante, arrogante, parolo e provinciano do António.

Julga-se uma sumidade, para discutir o que não sabe. E sim, quem és tu? um nabo, concerteza.

O que é que criticas? futebol?

Os Steamers ainda aparecem em livro, agora tu, nem no jornal do Metro, que nem sequer dá para limpar o rabo. És tão baixo, que nem para isso serves.

Vais tambem ficar a falar sózinho, grande estúpido.

Anónimo disse...

Steamers em livro? Qual? Vou a correr comprar!

Parabéns!

Anónimo disse...

Eu vi logo que não havia livro algum! Só treta dos maluquinhos do victor e do móveis!

Anónimo disse...

Boa tarde
Isto por aqui está um pouco parado.
O Victor, desapareceu, os anónimos não piam o Moveis não aparece.
Bem, pelo menos, há paz, finalmente, neste post, bem controverso.

Anónimo disse...

E já esquecia,

Eu sou o Anónimo dos bons

Abraço ao Victor & amigos

Anónimo disse...

Oh! Victor
Apareça e não ligue estes acéfalos

Anónimo dos bons

JMAbreu disse...

Olá a todos, só para acresecentar o seguinte:
Ao moderador dos comentários pode ou não suprimir comentários menos abonatórios ao fórum?
Pode haver democaracia, agora sem o respeito por outros!! há o direito de opinar e de descordar agora o excedente da linguagem!!!.
JMAbreu

Anónimo disse...

E eu sou o Anónimo dos Maus: tudo isto é uma boa merda: o post, os comentários, o disco, o conjunto, o victor... cheira muito mal!

Anónimo disse...

E o tal livro, aparece ou não?

Anónimo Incrédulo

Pica Pulgas disse...

Entendo que os "incógnitos" não gostem, escusavam era de ser ofensivos, porque se pode confundir a ofensa com cobardia, em contrapartida, é um enorme acto de coragem à época o EP dos Steamers, é incrível como conseguiu ser editado. Já para não falar das experimentações sonoras que ainda hoje em dia causam frisson (free som) nestes ditos incógnitos. Os Steamers estão na história.

Anónimo disse...

Boa noite
Pica Pulgas

Obrigado pelo teu comment.

Não foi fácil para nós, mas conseguimos

Steamers

Mata Pulgas disse...

Deviam é estar quietos! Só fizeram m*... de pulga!

Também acho incrível que "aquilo" tivesse sido editado.